Nuno Moura

ortegaPoesía, SO7, Suroeste

NUNO MOURA

Portamento

1

longe de terem acabado as ruínas
à volta de um eucalipto que cresce
ao nível dos discos
que adoramos

2

vocação cheia de atrevimento
a disfunção do mundo por
um teatro de homens
não eram assim mas agora
divertem os que calam a vocação
imperial sofisticada
com a obtenção do aplauso universal
clonado claro
mas o teatro de homens decide
importar actor do écran e
retirar a parangona biblioteca

3

´fuga para a frente do experimentalismo´
coloca na parede
por causa de uma legenda
uma joie de vivre

4
desagua entre práticas
roubou o ímpeto, largou o espeto
porque ele tinha que ter uma habilidade
naquela grande (que este contador de histórias
pode estar errado)
orfandade
humilhação, pobreza, guerra
doença e provação
as paisagens esqueçam

5

milícias em conserva por carta fechada
desaparecimentos no programa de rádio
expérience multisensorielle
esvaziar lixo
enviados para o portal
onde se entrevistam pós-eleitos
e seus classificadores
que vão ser compensados

6

feliz centenário, artista esquivo!
obrigado a saltar risco futuro de dano
e o separador arborizado
estás a salvo, artista esquivo
apontaram ao ex-espião
só que vivo

7

e disseram
nós vimos
tal como 130 mil pessoas
já viram lisboa